Minha foto
Jornal Integração desde 1997 circula em Capivari do Sul e Palmares do Sul

sábado, 18 de abril de 2015

Prefeito de Capivari do Sul divulga nota de repúdio e esclarecimento


"Eu, MARCO ANTÔNIO MONTEIRO CARDOSO, Prefeito de Capivari do Sul, venho por meio desta manifestar minha inconformidade, indignação e repúdio com relação as publicações no Blog Vide Versos e Blog do Lobão no dia 02 de abril passado, sobre uma suposta lista, um documento anônimo, escrito a mão, com diversos erros ortográficos envolvendo o nome de deputados, prefeitos e outros agentes políticos que segundo o jornalista Vitor Vieira estariam envolvidos na Máfia do Lixo. Essa lista apresenta a cidade, um percentual e o cargo de quem recebia a suposta propina.
 
Dia 07 de abril o juiz criminal Dr. Maurício da Rosa Ávila emitiu despacho onde não consta NENHUM nome dos políticos daquela lista e não foi encontrada NENHUMA  propina recebida ou irregularidade nos processos licitatórios e menos ainda nas contas pessoais desses nomes, conforme publicação feita pelo Prefeito de Osório Eduardo Abrahão, no dia 09 de abril passado;
 
Me sinto profundamente chateado e triste com tal publicação irresponsável e injusta, compartilhada e comentada por políticos de oposição e pessoas que não me conhecem e tentaram comprometer a minha imagem, minha honra, meu nome, como político e profissional, pois quem me conhece sabe que o que mais prezo na vida é a honestidade. Quando entrei na política sempre pensei em dar exemplo de seriedade, lealdade e trabalho acima de tudo, bem como, honrar e dar orgulho para minha família, para os meus colaboradores, meus amigos e para todas as pessoas que acreditam e confiam em mim. São para estas pessoas que devo satisfação e por isso faço este desabafo e esclarecimento.
 
No que diz respeito a coleta do lixo em Capivari do Sul, o que tenho à dizer é que esta administração não licitou, não contratou e nem aditivou contrato, simplesmente deu continuidade ao contrato firmado em julho de 2012, licitado e contratado pela administração anterior e com validade até junho de 2017, isto é, por 5 (cinco) anos. Demais esclarecimentos serão encaminhados à Câmara de Vereadores por solicitação dos vereadores Daniel Couto, Sandra Cardoso, Moisés Peres, Nora Nunes e Manoel Dias, vereadores da bancada do PDT.
 
Para finalizar, quero dizer que até entendo a desconfiança de algumas pessoas, pois muitas vezes tenho vergonha de dizer que estou na política, pois também me indigno com os políticos corruptos, porém afirmo de forma clara e definitiva que estou na política para servir e não me servir".

* Marco Antônio Monteiro Cardoso - Prefeito de Capivari do Sul

Campeonato Municipal: fichas de inscrição são entregues em Capivari


Faltando pouco mais de duas semanas para o início do Campeonato Municipal de Capivari do Sul, as equipes entregaram na terça-feira, dia 14, as fichas com as inscrições dos 22 atletas que disputarão a primeira fase da competição. A reunião realizada na prefeitura municipal contou com a participação dos representantes dos times, exceto a Escolinha. Temas como a inscrição de jogadores, pagamento de gandulas e outros assuntos estiveram em pauta.
 
Todas as equipes repassaram as fichas para a organização com o número máximo de inscrições, 22, onde deveriam conter o nome completo, documento de identidade e assinatura do atleta. A partir da segunda fase, as semifinais, os quatro times classificados poderão acrescentar mais dois atletas a lista de nomes sem precisar retirar outro.
 
Segundo o Diretor de Esportes Itor da Silva, a prefeitura está trabalhando para que seja feita uma abertura oficial do Campeonato no dia 3 de maio, antes da partida entre Formoso x Noroeste, marcada para às 15h15min, na Sede.
 
Veja abaixo a tabela completa de jogos da primeira fase.
 
03/5 - 1a rodada - Sede
Às 10h - Escolinha x Nordestão
Às 13h15min - Santa Rosa x Baixada
Às 15h15min - Formoso x Noroeste

10/5 - 2a rodada - Distrito
Às 10h - Escolinha x Santa Rosa
Às 13h15min - Nordestão x Noroeste
Às 15h15min - Baixada x Formoso

17/5 - 3a rodada - Distrito
Às 10h - Escolinha x Formoso
Às 13h15min - Baixada x Noroeste
Às 15h15min - Santa Rosa x Nordestão

24/5 - 4a rodada - Sede
Às 10h - Escolinha x Baixada
Às 13h15min - Formoso x Nordestão
Às 15h15min - Noroeste x Santa Rosa

31/5 - 5a rodada - Sede
Às 10h - Escolinha x Noroeste
Às 13h15min - Formoso x Santa Rosa
Às 15h15min - Baixada x Nordestão

Esporte na Área: planejamento

* Por Carlos Henrique Pajares

As disputas acirradas fora de campo nos bastidores do Campeonato Municipal de Capivari do Sul irão aumentar no decorrer dos anos. Isso por que todos, sem exceção, estão levando a sério o Campeonato. Não que antes isso não acontecia, mas especialmente este ano, as discussões e o empenho para inscrever os atletas chegaram a um ponto, sem exagerar, assustador.
 
Tudo iniciou meses atrás, quando os times começaram a se preparar. Logo depois da primeira reunião com os representantes dos clubes, foi dada a largada para a maratona de amistosos. Dentro de campo, nunca antes houve uma tamanha preparação para um Campeonato Municipal. Equipes que em anos anteriores não realizavam um amistoso se quer, hoje já estão indo para o quarto. Até o ano passado, pelo menos, existia uma dificuldade, não de todos os times, mas de alguns, de preencher todos os nomes na ficha de inscrição. Em 2015 a organização liberou 22 fichas que foram preenchidas em um mês pelas comissões técnicas e, se fossem 25, 30, também seriam completadas. Jogadores ficarão de fora do Campeonato por que não há mais vaga nos grupos.
 
Isso tudo que citei acima é o reflexo do planejamento e da seriedade em que os times estão encarando esta competição. Fora de campo, a disputa por contratações de atletas foi intensa com propostas, correria por documentos que comprovam que o jogador reside, trabalha ou vota no município, e até mesmo intimidações. Se continuar neste ritmo de organização e dedicação dos envolvidos, nosso campeonato irá se transformar em um dos mais disputados do Litoral Norte. Será e já está sendo um atrativo para os patrocinadores que gostam do futebol. Das seis equipes que entrarão em campo, quatro estarão de uniformes novos. E o mais interessante disso tudo: será um produto nosso, que nós fizemos que ele chegasse a esse patamar, com apenas moradores, trabalhadores e votantes de Capivari do Sul.
 
Para aperfeiçoar ainda mais nosso Campeonato, vamos, aos poucos, torná-lo ainda mais atrativo. Há muita coisa para ser explorada.

Editorial - Terceirização: o Brasil acordou mais moderno


A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (14), com 360 votos favoráveis, 47 contrários e 4 abstenções, excluir as empresas públicas e sociedades de economia mista das regras previstas no projeto que regulamenta os contratos de terceirização.  A exclusão ocorreu com a aprovação de um destaque de autoria do PSDB, que também foi apoiado pelo PT.
 
O destaque aprovado em plenário vale para empresas públicas e sociedades de economia mista controladas por União, estados, Distrito Federal e municípios. De acordo com o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG), a exclusão das empresas públicas, entre as quais estão Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, busca valorizar o concurso como forma de ingresso na carreira.
 
O concurso público deve ser a porta de entrada não só na prefeitura, mas também no Banco do Brasil. Se acabar com o concurso como porta de entrada se abre caminho para o apadrinhamento. A Constituição Federal, que diz que empresas estatais que exploram atividade econômica estão sujeitas ao regime jurídico das empresas privadas. O projeto de terceirização é um regime jurídico aplicado às empresas privadas e deverá ser aplicado também às empresas públicas, ao Banco do Brasil, à Petrobras. Esse destaque não terá qualquer incidência nos serviços terceirizados dessas empresas.
 
É um retrocesso. Significa engessar a máquina pública indireta. A direta, sim, tem que ter concurso, mas na indireta não. Não se pode engessar num momento em que deve racionalizar e otimizar recursos. Criticada pelo PT e por parte das centrais sindicais, mas defendida por empresários e outros sindicatos, a proposta que regulamenta a terceirização permite que empresas contratem trabalhadores terceirizados para exercer qualquer função. Atualmente, esse tipo de contratação é permitida apenas para a chamada atividade-meio, e não atividade-fim da empresa, como, por exemplo, equipes de segurança e limpeza. O texto sob análise da Câmara põe fim a essa limitação, permitindo que qualquer funcionário passe a ser terceirizado, mesmo quando ele exerce a atividade principal da companhia.
 
Essa iniciativa vai melhorar a vida do cidadão especialmente no que diz respeito ao atendimento da saúde. No caso de uma terceirização desses serviços a empresa contratada terá condições imediatas de substituir um profissional que por algum motivo não pode comparecer ao serviço ou até mesmo quando existe a necessidade de  tirar férias. Além disso, os gestores públicos poderão solicitar a substituição do profissional caso esse não esteja cumprindo suas funções corretamente, o contrário de um servidor concursado que para exonerá-lo do cargo exige um longo processo administrativo que muitas vezes não chega a conclusão nenhuma. Enquanto esse processo rola, que pode levar anos, o poder público encontra dificuldades para contratar outro para substituí-lo devido aos tramites legais.
 
Em Capivari do Sul, foi realizado uma gestão compartilhada com uma empresa para a contratação de profissionais da saúde. A situação era tão grave que fazia mais de quatro anos que a Prefeitura não conseguia contratar um ginecologista, devido à dificuldade de contratar o profissional via concurso público, como também outros especialistas. No entanto, foi necessário um longo processo administrativo no âmbito jurídico para que houvesse essa parceria. Se a Lei que tramita no congresso já tivesse sido aprovada, com certeza população capivariense já teria esses serviços especializados de saúde há muito tempo.
 
A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) considera a aprovação do texto básico que regulamenta a terceirização um pequeno passo, mas de grande significado. De acordo com o presidente da entidade, Heitor José Müller, a decisão da Câmara dos Deputados de aprovar o Projeto de Lei 4330/2004 se insere nas ações da FIERGS em busca da modernização das relações econômicas e de trabalho no País. O Brasil acordou mais moderno.
 
As votações no Congresso Nacional dos destaques precisam confirmar o avanço conquistado. Deve existir um entendimento desse novo caminho que o País está prestes a trilhar, no rumo das reformas que a sociedade almeja e merece. Se cultiva a crença de que é possível encaminhar a economia brasileira a um novo patamar de modernidade. A terceirização é só uma parte da caminhada.

* Editorial Jornal Integração 17/4/2015

Rápidas: show de Michel Teló é confirmado em Capivari do Sul


* Por Carlos Pajares
Michel Teló 1
Agora é oficial. Foi confirmada a apresentação do cantor sertanejo Michel Teló no dia 04 de julho no Parque de Eventos Municipal de Capivari do Sul, durante a realização da 14ª edição da Expofeira, que acontecerá entre os dias 02 e 05 de julho. Em breve teremos uma reportagem completa sobre esse show que promete abrilhantar esta edição da Expofeira.

Michel Teló 2
Michel Teló é um cantor, compositor e multi-instrumentista brasileiro. Sendo paranaense de nascimento, mas tendo residido no Mato Grosso do Sul desde sua infância, já era famoso na cena musical daquele estado muito antes de fazer sucesso nacionalmente.  Em 2012, Teló se tornou o segundo artista brasileiro da história a figurar a parada estadunidense Billboard Hot 100. Em 2013 foi premiado por Música do Ano e Música Pop do Ano com o sucesso "Ai Se Eu Te Pego".

Michel Teló 3
Teló tem um apartamento em São Paulo, além de ter um condomínio em Passo Fundo. no Rio Grande do Sul, e é sócio de uma construtora em Campo Grande no Mato Grosso do Sul, além de ser dono de uma editora de músicas. Apesar de nascido no Paraná, reside em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, desde a infância. É torcedor do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense.

Conselheiro tutelar 1
Está tramitando na Câmara de Vereadores de Capivari do Sul uma lei que exige o Ensino Médio para concorrer a conselheiro tutelar. Estive conversando com o vereador Moisés Peres e ele me afirmou que é contra essa exigência nesse ano, que é o ano das eleições para esse cargo. Também disse a Lei Federal não exige, apenas sugere.
Conselheiro tutelar 2
Moises também explicou que para a pessoa se habilitar para concorrer ao cargo de conselheiro tutelar deverá passar por uma rigorosa prova seletiva que possuí questões objetivas de Legislação do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, portanto não vê motivos para a exigência do Ensino Médio em vista que a prova é muito rigorosa e exige muito estudo para ser aprovado.

Conselheiro tutelar 3
Para a candidatura a membro do Conselho Tutelar serão exigidos os critérios do art. 133 da Lei nº 8.069, de 1990, além de outros requisitos expressos na legislação local específica. Os requisitos adicionais devem ser compatíveis com as atribuições do Conselho Tutelar, observada a Lei nº 8.069, de1990 e a legislação municipal ou do Distrito Federal.
Entre os requisitos adicionais para candidatura a membro do Conselho Tutelar a serem exigidos pela legislação local, devem ser consideradas: I - a experiência na promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente; II - comprovação de, no mínimo, conclusão de ensino médio.
Diante do exposto, a comprovação da conclusão do ensino médio é apenas um requisito adicional que pode ser exigido pela Câmara de Vereadores.

Escolas municipais de Capivari do Sul aderem ao Programa Mais Educação

EMEF Capivari reuniu os alunos no Tropeiros da Cultura para fazer a apresentação do projeto e dos oficineiros que auxiliarão nas atividades

As escolas municipais Capivari e Telbio Farias Cardoso lançaram, na última semana, a adesão ao Programa Mais Educação, do governo Federal. Na tarde da quarta-feira, dia 8, a EMEF Capivari reuniu os alunos no Tropeiros da Cultura para fazer a apresentação do projeto e dos oficineiros que auxiliarão nas atividades da escola, que  iniciaram dia 14 de abril, para os alunos doa anos iniciais e dia 16 de abril para as séries finais. Na EMEF Telbio Farias Cardoso, no distrito da Santa Rosa, o programa começou a ser executado dia 13 de abril.
 
O Mais Educação teve início em 2008 e tem como objetivo a oferta de educação em tempo integral, considerando-se a jornada diária de no mínimo sete horas, com atividades optativas nos macrocampos de acompanhamento pedagógico; educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica. As escolas escolhem de quatro a cinco oficinas, que são desenvolvidas por voluntários, buscando o crescimento integral da criança. Para o desenvolvimento de cada atividade, o governo federal repassa recursos para ressarcimento de monitores, aquisição dos kits de materiais, contratação de pequenos serviços e obtenção de materiais de consumo e permanentes. Em contrapartida, o município precisa disponibilizar um coordenador para acompanhar o desenvolvimento administrativo e pedagógico do programa.
Na EMEF Capivari, o Mais Educação já tem 100 alunos inscritos para as oficinas de ciências, acompanhamento pedagógico, dança e esportes. Já na EMEF Telbio Farias Cardoso, 21 alunos participarão das oficinas de dança, recreação, informática, canteiros sustentáveis, acompanhamento pedagógico e teatro. Durante dois dias da semana, os alunos permanecem nas escolas o dia todo, um turno em sala de aula, com as disciplinas rotineiras, e no turno inverso, com as atividades das oficinas. Os estudantes que permanecerem nas escolas para o programa também receberão todas as refeições, como café, almoço e lanche.
 
Para o prefeito Marco Cardoso, o Programa Mais Educação é o primeiro passo para a implantação do turno integral nas escolas. “Meu maior sonho é poder oferecer à comunidade escola em tempo integral. Como no momento o município não tem condições de suportar essa demanda, acredito que este programa irá nos preparar para seguirmos em frente em busca desse objetivo”, salientou.
 
O Programa Mais Educação é coordenado pela Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC), em parceria com as Secretarias Estaduais e Municipais de Educação. Sua operacionalização é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Palmares do Sul: eleição da nova diretoria do Hospital São José será dia 5 de maio


Sócios da entidade tem até o próximo dia 30 de abril para inscrever uma chapa para concorrer

A eleição da nova Diretoria do Hospital São José, de Palmares do Sul, será no dia 5 de maio. A Assembleia Geral Ordinária, que primeiramente ocorreria no dia dia 31 de março, foi adiada devido ao grande número de pessoas presentes, cerca de 400, segundo o atual presidente, Nilson Schaich, o que ocasionou uma incerteza de quem realmente poderia participar da votação.
 
“Decidimos adiar a votação da nova diretoria para evitar qualquer tipo de tumulto e também pelo bom senso. Não esperávamos tantas pessoas como ocorreu e nosso espaço físico não comportava. Isso é o reflexo que estamos fazendo um bom trabalho. Agora estamos com uma nova data firmada e informando a população quem poderá votar. Tudo está de acordo com o estatuto do Hospital”, disse Nilson.
 
Segundo o Estatuto do Hospital São José, os sócios aptos a votar são divididos em quatro categorias. Veja abaixo quais são.
 
Fundadores: São dois, Ney Nunes de Azevedo e Pedro Nunes Braz. Os demais já são todos falecidos.
 
Contribuintes: São aqueles que contribuem mensalmente com o Hospital através da conta de luz. Os valores são repassados mensalmente pela CEEE ao Hospital.
 
Benfeitores: São os que tenham feito ou venham a fazer contribuições e ou doações vultuosas, incluindo nesta categoria aqueles que tinham títulos do Centro de Lazer e Preservação Física de Palmares e que fizeram doações de tais títulos à Sociedade São José em situações de extrema dificuldade vivenciadas pelo Hospital, foram essas doações que impediram o fechamento do mesmo.
 
Beneméritos: São os que prestaram ou venham a prestar serviços a Sociedade a critério do Conselho de Administração. Todos aqueles que participam de assembleias, que fizeram parte da diretoria, e que organizam os brechós anuais, com rendimentos consideráveis para o Hospital, são sócios beneméritos.
 
Os sócios tem até o próximo dia 30 de abril para inscrever uma chapa para concorrer. Até o momento, disputam a presidência a Chapa 1, composta por Nei Braga Martins, presidente, e Telmo Freitas, vice, e a Chapa 2, liderada por Michele Moura e o vice Arileno Costa.

* Redação Integração